Docilda

Aqui … com doçura, paixão e alegria, vida, sorrisos, sucesso e amor… sabedoria, esperança, caridade e diferenças, saudades, liberdade, dúvidas e certezas, …entre amigos ou família… quem sabe outras crenças …dias de sol ou de chuva… sem frescuras… dividimos…”segredos”.

{053} Por esta Solidão, que não Consente 11/03/2009

solidao

 

Por esta solidão, que não consente
Nem do sol, nem da lua a claridade,
Ralado o peito pela saudade
Dou mil gemidos a Marília ausente:

De seus crimes a mancha inda recente
Lava Amor, e triunfa da verdade;
A beleza, apesar da falsidade,
Me ocupa o coração, me ocupa a mente:

Lembram-me aqueles olhos tentadores,
Aquelas mãos, aquele riso, aquela
Boca suave, que respira amores…

Ah! Trazei-me, ilusões, a ingrata, a bela!
Pintai-me vós, oh sonhos, entre as flores
Suspirando outra vez nos braços dela!

Bocage, in ‘Rimas’

Obrigada Vera por ter descoberto esta adaptação em vídeo. Adorei.

 

{052} Cai chuva. É noite. Uma pequena brisa 07/03/2009

Cai chuva. É noite. Uma pequena brisa,
Substitui o calor.
P’ra ser feliz tanta coisa é precisa.
Este luzir é melhor.

O que é a vida? O espaço é alguém pra mim.
Sonhando sou eu só.
A luzir, em quem não tem fim
E, sem querer, tem dó.

Extensa, leve, inútil passageira,
Ao roçar por mim traz
Uma ilusão de sonho, em cuja esteira
A minha vida jaz.

Barco indelével pelo espaço da alma,
Luz da candeia além
Da eterna ausência da ansiada calma,
Final do inútil bem.

Que, se quer, e, se veio, se desconhece
Que, se for, seria
O tédio de o haver… E a chuva cresce
Na noite agora fria.

Fernando Pessoa

Poesias Inéditas 1915-1935

crianca-chuva

Autor:No Middle Name

rainy day

 

E porque hoje é sexta-feira… 26/02/2009

COISAS QUE SÓ UMA MULHER CONSEGUE:

01 – Fingir naturalidade durante um exame ginecológico.
02 – Usar o poder de uma calça jeans para rediagramar a estrutura do corpo.
03 – Ter crise conjugal, crise existencial, crise de identidade crise de nervos!
04 – Ser mãe solteira, mãe casada, mãe separada, mãe do marido.
05 – Lavar a calcinha no chuveiro. E depois pendurá-la na torneira, para horror do sexo masculino.
06 – Rasgar a meia na entrada da festa.
07 – Sentir-se pronta para conquistar o mundo, quando está usando um batom novo!
08 – Chorar no banheiro, e ficar se olhando no espelho para ver qual melhor ângulo.
09 – Achar que o seu relacionamento acabou, e depois descobrir que era tudo tensão pré-menstrual. (Esta é perfeita!!!!)
10 – Nunca saber se é para dividir a conta, ou se é para ficar meiguinha.
11 – Dizer não, para ele insistir bastante, e aí ter que dizer sim!

SÓ AS MULHERES ENTENDEM:

1 – Por que é bom ter cinco pares de sapatos pretos.
2 – A diferença entre creme, marfim, e bege claro.
3 – Achar o homem ideal é difícil, mas achar um bom cabeleireiro é praticamente impossível.

E O TÓPICO NÚMERO UM QUE SÓ AS MULHERES ENTENDEM:
1 – As outras mulheres!

mulheres_rivais1

 

{044} A lucidez perigosa

lucidez

Estou por assim dizer vendo claramente o vazio.
E nem entendo aquilo que entendo: pois estou infinitamente maior que eu mesma, e não me alcanço.
Além do que: que faço dessa lucidez? Sei também que esta minha lucidez pode -se tornar o inferno humano- já me aconteceu antes. 
Pois sei que -em termos de nossa diária e permanente acomodação resignada à irrealidade- essa clareza de realidade é um risco.

Clarice Lispector

 

{038} Carlos Drummond de Andrade 16/02/2009

Enfeite-se com margaridas e ternuras
E escove a alma com flores
Com leves fricções de esperança
De alma escovada e coração acelerado
Saia do quintal de si mesmo
E descubra o próprio jardim

Carlos Drummond de Andrade

42-18301421